Deixe um comentário

Descobrindo o lado bom da vida

1013766_475930595844662_1344113255_nHoje resolvi falar um pouco sobre o livro O lado bom da vida. Um dos melhores livros que eu poderia ter lido no início do ano.

Na verdade, tinha pensado em comprar outro livro, mas não achei e quando estava quase desistindo de levar algum outro, vejo esse na prateleira. Era um dos livros que já tinha visto, mas não tinha me chamado tanto a atenção antes.

Tem as partes tristes, mas achei a história engraçada logo no começo.

O personagem Pat, passa um período numa clínica psiquiátrica e sai de lá disposto a reconquistar a esposa. Ele reencontra a família que faz de tudo para esconder dele os detalhes da vida anterior ao período afastado. Conhece pessoas novas. Ele vive com a mente no futuro. Não vive no presente, no agora. A vida dele é bem monótona, nem parece que ele tem mais de 30 anos. Se comporta como um adolescente, descobrindo as coisas, agindo errado, sem saber o que fazer, sem conseguir tomar as próprias decisões.

Enfim, o livro fala sobre amor, depressão e recomeço. Eu gostei tanto que li em dois dias.

Pensando nisso tudo, o que me fez gostar do livro e do Pat, é que ele é só um homem normal e por isso mesmo, interessante.

A história me fez pensar que às vezes a vida não está exatamente como a pessoa gostaria, então isso a deixa sem vontade de realizar até as coisas que a fazem se sentir bem.

Eu sempre gostei de algumas coisas, adorava desenhar, ler e sempre tive facilidade com redação, pois gostava de escrever também. Pensava em ter um blog, em trabalhar com arte ou algo relacionado a isso, mas a pessoa às vezes se afasta das coisas que gosta. À propósito, isso me faz lembrar de outro post aqui do blog, sobre a vida profissional, recomendo que leia também rs

O livro fala sobre isso, enquanto a vida não fica melhor, você pode fazer algumas coisas para tentar torná-la melhor aí mesmo onde você está, no seu momento. Porque a vida não é uma coisa estática, estamos em movimento e no caminho podemos descobrir qual é  o lado bom da vida.

Finalizo com uma das frases do Pat.

 “Então, estou achando que essa é a parte do meu filme em que parece que nada vai dar certo. Preciso lembrar a mim mesmo que todos os personagens de filmes passam por um tipo de período obscuro como esse antes de encontrarem um final feliz.”

Sobre Elaine

Meu nome é Elaine e tenho 32 anos. Nascida no Rio de Janeiro, sou estudante e funcionária pública. Cheguei para colaborar com o blog e aceitei o desafio de escrever aqui. Um grande passo para uma pessoa que nunca quis muito expor os pensamentos na internet. Gosto de desenho, fotografia, livros, culturas diferentes, viagens e conhecer pessoas novas. Não sou muito chegada a museus, e prefiro teatro a cinema. Também gosto de assistir a documentários, mas também tem espaço para os filmes de animação. Adoro olhar o mar, mas não sei nadar, sentiu o drama? Outra frustração da vida é não saber andar de bicicleta. Calma, antes que pergunte eu tive infância sim, ok? Gosto de estar em contato com a natureza, mas também gosto um pouquinho da vida urbana. Então, assunto é o que não vai faltar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Tiltou!

Games, Cinema, HQs e etc.

Dully Pepper24H

Arte pelo Amor, Arte pelo Mundo, Arte pela Paz!

%d blogueiros gostam disto: